Mário Sérgio

O processo que envolverá instituições financeiras e empresas de variados setores no atendimento às recomendações da força-tarefa do Financial Stability Board será desafiador: não existem fórmulas prontas, pois a solução será co-criada a partir do engajamento dos vários setores e da troca de experiências. Para Mário Sérgio Vasconcelos, que encerrou o 56º Café com Sustentabilidade FEBRABAN, o momento é de união de esforços e a entidade seguirá nessa trilha ao longo dos próximos anos, fortalecendo sua atuação e colocando um olhar pragmático na aplicação e aferição dos resultados do processo de incorporação das recomendações da TCFD. “Precisamos chegar a resultados positivos, medir esses resultados de modo que todos possam se beneficiar: a sociedade, as empresas, os bancos e o país”, afirmou.