Em 2017, o Café com Sustentabilidade da FEBRABAN completou uma década de existência. Desde que a agenda da sustentabilidade passou a ser discutida intensamente pela organização, já reunimos mais de 2.750 pessoas e 165 palestrantes de uma lista extensa e importante de assuntos: cenários para finanças sustentáveis; métodos de avaliação de projetos sociais, projetos de eficiência energética, riscos ambientais, mudanças climáticas, entre outros.

O evento tem sido uma oportunidade para aprofundarmos nosso conhecimento sobre temas que estão cada vez mais na ordem do dia, refletindo as demandas da sociedade. De lá para cá, outras questões ganharam peso: a aplicação do Código Florestal, a Política Nacional de Resíduos Sólidos, como financiar a recomposição florestal; e, por fim, a Resolução 4.327, editada em 2014 pelo Banco Central do Brasil, um marco para a regulação do tema não só no Brasil, mas no mundo todo. Ela estabeleceu diretrizes para as Políticas de Responsabilidade Socioambiental das instituições financeiras, corroborando a posição de vanguarda do setor bancário brasileiro em relação ao tema.

Agora, estamos trabalhando na implantação das recomendações da força-tarefa do Financial Stability Board para a divulgação de informações financeiras relacionadas às mudanças climáticas. Esse trabalho, que envolveu 32 participantes de todos os continentes, resultou em um conjunto de orientações para que as empresas obedeçam a um padrão comum para identificar, avaliar os impactos e divulgar, de forma transparente, os riscos ligados às mudanças climáticas e temas ambientais. A iniciativa, apresentada durante o nosso 52ª Café com Sustentabilidade, também ajudará as instituições financeiras e empresas a olhar para as oportunidades que advém da transição para a economia de baixo carbono.

Estamos engajados nessa frente de desenvolvimento sustentável e comprometidos a atuar com outros setores da economia na construção de um modelo que preserve nosso futuro, e isso requer preservar o meio ambiente. O futuro depende das ações que já aconteceram ontem, mas também das decisões de hoje.

Boa leitura.
Murilo Portugal
Presidente da FEBRABAN